Mensagem de André Inácio

Caros membros do ALIANÇA, dirijo-me a vós enquanto militante de base e membro desde a fundação deste partido, a quem coube agora a honrosa missão/enorme responsabilidade de dirigir o nosso Gabinete de Estudos, cargo que aceitei imbuído dum profundo sentido de dever e, naturalmente, com toda a consideração e respeito que me merece a Direção Nacional e o nosso Presidente, Homem de “trincheira” no quadro político nacional, cuja experiência e determinação irá relançar este Partido no seu superior desígnio , servir Portugal.

O ALIANÇA tem pautado a sua intervenção política pela apresentação de propostas concretas, rejeitando, desde a primeira hora, o apelativo e “fácil” discurso radical, inflamado (tão vazio no conteúdo como perigoso para a sociedade) que atrai os média, mas nada de positivo carreia para Portugal.

O Gabinete de Estudos do Partido ALIANÇA assume-se como motor desse posicionamento político, constituindo-se como o espaço de investigação, reflexão e apoio estratégico, contribuinte ativo por via da elaboração de estudos, planos e relatórios, para a sustentação de estratégias nacionais e locais, bem como para a elaboração de programas eleitorais.

Sendo Portugal um país periférico na Europa mas central nas principais rotas internacionais, do turismo ao comércio e às redes de tráfico(s), acompanharemos as principais tendências políticas na Europa, mas também na África de Expressão portuguesa e na bacia do Mediterrâneo, explorando inclusive sinergias com outras forças partidárias, nacionais e internacionais, nas quais o ALIANÇA se reveja.

Porque a discussão pública é um exercício de cidadania e consequentemente de todos, que importa recuperar, é nosso desiderato promover também o debate e a participação entre militantes, simpatizantes e cidadãos interessados em cooperar de forma produtiva para a causa pública. Nesse sentido propomo-nos realizar fóruns de discussão sobre temas da sociedade, da ciência e tecnologia, bem como estabelecer ligações/parcerias com o meio académico e a investigação científica.

Assim, numa primeira fase de implementação do Gabinete de Estudos, impõe-se a criação de um painel de Peritos em áreas estratégicas, definidas como pertinentes na prossecução dos objetivos do ALIANÇA e que, de forma interdisciplinar, endereçarão propostas de solução concretas para cada problema identificado no quadro nacional. Para tal, serão realizados estudos sobre a realidade nacional, com especial enfoque no domínio das políticas públicas.

Continuamente, serão realizados fóruns temáticos, abertos ao público e com contributos da academia e da ciência, permitirão a troca de ideias, o identificar de novas prioridades, o apontar de soluções, pelas pessoas e para as pessoas num Portugal melhor.

O Gabinete de Estudos quer trabalhar para todos e precisa do empenho de todos, contamos convosco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *