Início Aliança A esquerda na rua GRITA, na Assembleia IRRITA

A esquerda na rua GRITA, na Assembleia IRRITA

153
0

Na passada sexta-feira foi debatido e votado o Orçamento de Estado para 2021, documento que é a base da estratégia para a governação do País. Voltemos então, três meses atrás, à campanha para as eleições legislativas. Se bem se recordam, a esquerda, após quatro anos de “geringonça”, apressou-se a afastar-se do PS! O que tinham sido vitórias do povo Português, passavam na rua a ser políticas erradas mesmo que votadas favoravelmente por essa mesma esquerda.

Ora, três meses volvidos e aí está novamente a esquerda Parlamentar, PCP, Bloco Esquerda, PAN e Livre a servir novamente o PS, permitindo a aprovação de um orçamento que é, em linhas gerais, tudo aquilo que durante a campanha disseram ser as opções que os distinguiam do Partido Socialista.

Na rua berram, gritam, insultam, ostentam cartazes apelativos com críticas a tudo e a todos, muitas das vezes mostrando “raiva” a quem pensa e tem políticas diferentes para o País e para os Portugueses.

Já no conforto aveludado das cadeiras da assembleia da república apresentam-se submissos, sem garra, sem as mesmas convicções e verdades absolutas. O que anteriormente era fundamental para o povo Português passa a ser moeda de negociação para a manutenção de uma agenda ideológica, muitas das vezes apenas nos costumes e sem preocupações sérias nas matérias de estado e políticas económicas, fundamentais para o desenvolvimento e para o futuro do País.

Daqui a poucos meses começaremos a ver na comunicação social as primeiras manifestações de vários sindicatos, muitos deles autênticas sucursais dos partidos de esquerda. Nesse momento, as críticas voltarão, afirmarão com uma certeza inabalável que são os únicos capazes de defender os Portugueses e salvaguardar o futuro do País.

Portugal merece mais e os Portugueses merecem ser tratados com respeito.

A melhor forma de defender a democracia é nas ações e não nos cartazes.

Pedro Escada

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here