Início Aliança Os Partidos Extremistas e os Programas da Tarde:

Os Partidos Extremistas e os Programas da Tarde:

166
0

Começarei este artigo por estabelecer duas premissas:

A primeira é a de que os conteúdos nas redes sociais e na TV são um espelho da sociedade em que vivemos. Tendo isto em mente, é fácil de perceber que a sociedade Portuguesa vive um momento político difícil.

A segunda é a realidade de que a procura e a oferta regulam a nossa vida em mais vertentes do que aquelas que consideramos óbvias.

Apresentarei agora a correlação entre estas duas premissas e a realidade política portuguesa atual.

Se ligar o televisor a meio da tarde, tem uma grande variedade de programas na televisão Portuguesa… mas são todos o mesmo com nomes diferentes. Programas da tarde, aqueles programas sem substância que capitalizam no facto de o povo adorar sentir as emoções que estes despoletam.

Os programas da tarde, com as suas histórias de miséria e injustiça, capitalizam nas emoções humanas sem que para isso seja necessário ocupar a mente com grande coisa. Os espectadores sentem ódio, pena, revolta e o programa não os faz pensar … e tão bom é poder deixar de pensar.

Mas a televisão portuguesa nem sempre foi assim… tem vindo a mudar.

Porquê?

Oferta e Procura.

O povo preferiu estes programas fáceis e emotivos aos documentários ou programas de fundo da RTP2, por exemplo, e as televisões adequaram a sua programação a esta realidade.

Até aqui tudo bem, os insatisfeitos podem desligar o televisor e ir à sua vida.

Mas os media espelham a sociedade que integram, e isto verifica-se do ponto de vista político. O CHEGA e o LIVRE estão em todo o lado.

Porquê?

Porque são “partidos da tarde”. Com os seus argumentos de miséria e injustiças, também eles capitalizam nas emoções humanas sem que para isso seja necessário pensar. Os eleitores sentem ódio, pena e revolta… e disparam em todas as frentes sem pensar… e tão bom é poder deixar de pensar.

Mas aqui o problema é mais grave. Os insatisfeitos não podem desligar o televisor e ir à sua vida.

Portanto, antes que os programas da tarde de extrema esquerda e extrema direita se sobreponham aos programas de fundo de partidos sérios e moderados como a Aliança, é preciso que o povo acorde e, essencialmente, pense.

Rui Carreira

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here