Início Atualidade Emigração britânica atinge máximos de 10 anos. Pedidos de nacionalidade disparam 628%

Emigração britânica atinge máximos de 10 anos. Pedidos de nacionalidade disparam 628%

24
0

Apesar deste ritmo crescente já se ter verificado entre 2010 e 2016, os autores do estudo sublinham que esta tendência acelerou depois de em junho de 2016, a maioria dos eleitores britânicos terem decidido a saída do Reino Unido do bloco europeu.

Depois do referendo que determinou a saída do Reino Unido da União Europeia, o número de saídas de cidadãos britânicos do Reino Unido para países europeus atingiu máximos históricos de 10 anos. Estimativas apontam que, este ano, já saíram 84 mil cidadãos britânicos do Reino Unido, tendo emigrado para países da UE. Este é o maior pico de saídas desde 2008, ano em que saíram 59 mil britânicos.

As conclusões são do estudo da Oxford University e do think-tank WZB Berlin Social Science que concluiu também que a maioria desses emigrantes vão para a Alemanha, cerca de 11 mil pessoas em 2018 em comparação com os 8 mil em 2008.

Apesar deste ritmo crescente já se ter verificado entre 2010 e 2016, os autores do estudo sublinham que esta tendência acelerou depois de em junho de 2016 51,89% dos que participaram no referendo do Brexit terem decidido a saída do Reino Unido do bloco europeu. Em 2015, o ano antes do referendo, tinham sido 58 mil os britânicos que saíram do seu país para outros da UE. Ou seja, desde 2015 até este ano, o número de emigrantes britânicos para países do bloco europeu subiu 44,8%.

“As incertezas em torno do Brexit certamente levaram muita gente a fazer as malas e partir em ambas as direções”, contou ao The Independent o co-autor do estudo, Daniel Auer, em referência também aos britânicos que decidiram regressar de países da UE para o Reino Unido. Esse outro lado da moeda não é, porém, refletido neste estudo.

Para além do elevado número de emigrantes, também se registou um aumento drástico no número de britânicos que pedem a cidadania noutros países da UE — um passo essencial para que aqueles britânicos que já vivem fora do Reino Unido possam manter os seus direitos enquanto cidadãos da UE.

Em 2015, registou-se um total de 2106 naturalizações de britânicos em toda a UE. Em 2017, já depois do referendo, o número subiu para 14.678. Ou seja, em apenas dois anos, o número de naturalizações de britânicos na UE mais do que sextuplicou — mais especificamente, registaram um aumento de 628%.

Fonte: Jornal Económico

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here