Início Aliança Ousar fazer diferente!

Ousar fazer diferente!

251
0

Face às últimas notícias sobre a redução do número de deputados pelo distrito de Viseu de 9 para 8, devido à diminuição da população;

Face à realidade descrita pelo INE sobre os rendimentos das pessoas em Portugal, onde o concelho com mais baixo nível de rendimentos pertence ao Distrito de Viseu, assim como outros dois concelhos se encontram no fundo da tabela;

Face ao silêncio generalizado sobre estas matérias, o Aliança Viseu ergue a sua voz na luta contra a desertificação do Distrito de Viseu, contra o aumento da pobreza e os baixos rendimentos.

O Aliança Viseu trabalha com empenho para reverter esta realidade, reverter a diminuição da população, reverter a política de baixos rendimentos, reverter o envelhecimento das nossas gentes.

Para alcançar estes objetivos tem propostas concretas. São exemplo os benefícios fiscais às populações e às empresas que se fixem no território, a isenção de pagamento das portagens nas scuts para os residentes e empresas do Distrito, a promoção dos produtos regionais de cada concelho.

Em jeito de reflexão, questiona-se

Porque não promover os produtos regionais, que acrescentam valor a este território, com a mesma energia e recursos, com que se promovem algumas cidades através de festas e romarias, chamando-lhe investimento na cultura

O primeiro-ministro diz que o país está melhor, então porque é que o Distrito de Viseu tem tão baixos rendimentos e de dia para dia perde população

Fará sentido continuar a votar nos partidos ditos tradicionais, cujas políticas que defendem e executam, em nada melhoram o dia-a-dia das populações do Distrito de Viseu

Fará sentido não votar porque se considera que os políticos são todos iguais.

Porquê não usar o poder que o voto dá, para unir forças com aqueles, como o Aliança, que ao longo dos seus 8 meses de existência tem procurado fazer a diferença, fazendo diferente.

Porque não usar o poder do voto para dizer claramente aos partidos ditos tradicionais e que apenas fazem propostas e executam políticas a pensar nos grandes centros, onde podem ir buscar mais votos, que fora desses centros também existem portugueses que merecem ter a mesma atenção Esse grito só pode ser dado rompendo claramente com o voto tradicional nos mesmos de sempre e dando oportunidade a quem realmente conhece o território e vai contribuir para que este cresça e prospere, como o Aliança se propõe continuar a fazer!

Para conseguir fazer mais e romper com esta fatalidade dos baixos rendimentos, da pouca e envelhecida população, a que nos condenam, é preciso a força da voz daqueles que estão descontentes mas permanecem calados.

Ousa fazer diferente! Junta a tua voz à nossa, contra o saque que estão a fazer ao nosso tão belo e rico Distrito!

Fernando Diniz Chapeiro – Viseu

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here