Início Atualidade Gasolineiras de emergência arriscam multa de 45 mil euros diária caso fechem

Gasolineiras de emergência arriscam multa de 45 mil euros diária caso fechem

76
0

No total são 54 postos de combustível exclusivos que têm de estar abertos 24 horas devido à imposição da requisição do conselho de ministros imposta após anunciar a crise energética.

Os donos dos postos da rede de emergência para os veículos prioritários (ambulâncias, carros da polícia e bombeiros) incorrem numa multa de 45 mil euros diários, no caso de não estarem abertos 24 horas por dia, revela o jornal “Correio da Manhã” esta terça-feira.

A confirmação foi dada ao jornal diário pela Entidade Nacional para o Setor Energético (ENSE). Quem não cumprir com esta medida “incumpre com a resolução do conselho de ministros”, refere a ENSE, indicando 54 postos exclusivos.

Esta obrigatoriedade tem vindo a criar muitas dificuldades aos responsáveis dos postos que abrem entre as 7h00 e as 23h00. Muitos destes responsáveis já estão a pedir aos seus funcionários para mudarem os horários.

“Não temos alternativa. Se não abrirmos podemos ser multados em 45 mil euros”, afirma ao “CM”a responsável de um posto de combustível da Grande Lisboa.

Fonte: Jornal Económico

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here