Início Aliança PEDRO SANTANA LOPES RESPONDEU À CARTA QUE LHE DIRIGI!!!

PEDRO SANTANA LOPES RESPONDEU À CARTA QUE LHE DIRIGI!!!

270
0
Após ler a minha carta, Pedro Santana Lopes decidiu reponder à mesma, como este blogue dá voz a quem precisa aqui deixo a resposta do Presidente do partido Aliança à carta que lhe dirigi.

Aqui a publico na íntegra:

“Cara Lara


A Lara tem 33 anos, a idade de Cristo, e chamou – me pelo nome do Apóstolo cujo nome não repito.

Faço um esforço por compreender a sua irritação e a de vários outros. Mas não é fácil.

Continuo a ser o mesmo. Sempre admirei a Festa Brava, desde menino e moço que comecei a ir ao Campo Pequeno e a outras Praças. Gosto muito da lide a cavalo, acho muito bonita a arte do toureio a pé, admiro imenso quem tem a coragem de pegar um touro. Continuo a ser “mourista” em referência a quem é o único homem por quem andei ao murro, durante uma corrida em que alternou com Paulo Caetano. 

Não mudei. Respeito os sentimentos de quem não gosta mas, sinceramente, sempre achei a tourada muito mais justa do que, por exemplo, a caça. Diria mesmo que não tem comparação.

Respeito, todavia, a sensibilidade de cada um, nomeadamente de quem é contra e de quem se arrepia com pena do touro. Não concordo, mas respeito.

Não ignoro o que se passa, nomeadamente na Península Ibérica, de movimentos contra as touradas. Revoltam – me os exageros daqueles que quase parece quererem colocar os animais no lugar das pessoas. Algumas situações acho mesmo ridículas e/ou ofensivas.  Estou saturado – já o disse várias vezes – da ditadura que a extrema – esquerda e outros movimentos querem impor na moral de cada um.

Naquele dia em que escrevi a carta aos militantes da ALIANÇA, queria dizer bem alto, contra as supostas modas dominantes; a ALIANÇA é contra a proibição de touradas. Quem o diz hoje em dia, desse modo? Mais: dizer que devem ser respeitadas as tradições e os costumes dos Portugueses. Esta era e é a questão essencial. 


Falei nos referendos locais por me lembrar, por exemplo, da Póvoa do Varzim. Lembro – me da corrida da Casa do Pessoal da RTP, no ano passado em que se tentou o boicote com barulho ensurdecedor.  Podia ser a maneira de ultrapassar essa via das autarquias que alguns começaram a tentar. 

O que sugeri sobre a RTP – e não sobre canal aberto – não se relaciona só com as touradas. Há uma reformulação do serviço público que importa prosseguir e é matéria na qual estou muito empenhado. Porque não tentar que os privados façam mais transmissões? Também tenho reservas quanto às transmissões de futebol e mais futebol, na RTP. Mas não é essencial.

ESSENCIAL é afirmar que somos contra essas ondas proibicionistas e que defendemos o que faz parte da nossa identidade como Nação.


O que se passa com o combate às touradas exige inteligência e equilíbrio na maneira de lidar com o assunto. Todos sabemos que os tempos não têm sido fáceis para quem gosta da Festa e para quem vive dela.


Lara: não traio. Não mudei. Nunca vendi uma convicção ou uma decisão. Aos 62 anos tive de mudar de Partido para não mudar de convicções. Terei sido mal interpretado neste assunto tauromáquico ? Talvez. Expliquei – me mal? Talvez. Mas quis afirmar uma ideia principal: defendemos o lugar da Festa Brava nas Artes Tradicionais de Portugal, ou seja, na Cultura. O mais são hipóteses aventadas que, na próxima semana, o Senado da ALIANÇA avaliará. Mas também devo dizer que falo em nome de um Partido e não em nome pessoal. Há na minha Direção quem tenha posição oposta. Mas a maioria, felizmente, tem uma posição semelhante à minha. 

Lara, convença – se disto: não troco as minhas posições por votos. Sou o mesmo. Liderando um Partido, devo procurar soluções para os diferentes assuntos da sociedade portuguesa. “Os valentões” que logo ofendem nas redes e nos comentários que não se cansem porque não atingem.

Acredite em mim. Obrigado pela sua atenção.
Parabéns pela sua fibra e pelo seu entusiasmo.
Quem acredita em causas deve lutar com esse fervor e essa paixão. E com a inteligência de que, estou certo, nunca prescinde e que também é necessária para as causas polémicas manterem a chama do triunfo.


Melhores cumprimentos
Pedro Santana Lopes”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here