Início Destaque O papel da Bitcoin em Portugal

O papel da Bitcoin em Portugal

657
0

Quero deixar claro que nunca comprei Bitcoin na minha vida, por isso este artigo de opinião não vai no sentido de aconselhar comprar ou vender Bitcoins, como muito se fala por aí.

As criptomoedas vieram para mudar a sociedade, e ainda bem. Já estava na altura de pôr alguma transparência no que é feito no estado e nas grandes empresas. A Academia Jovem Aliança fez em Coimbra um workshop sobre tecnologia, e o painel com mais interação foi quando trouxemos o Fred Antunes, Nuno Lima Luz e Dário Rodrigues para partilharem a sua visão connosco.

Para iniciar o artigo de opinião temos que ter um ponto claro: A moeda papel vai deixar de existir.

O Blockchain, a tecnologia associada às criptomoedas (entre elas a Bitcoin), trouxe conceitos que misturados com a economia permitiram soluções para problemas que a sociedade enfrentou diversas vezes ao longo da sua história, como: inflação, ciclos económicos, instituições financeiras não confiáveis e a falta de universalização de serviços financeiros a toda a população. Existem diversos benefícios sociais que as criptomoeda pode trazer como uma primeira alternativa, baseada em tecnologia, ao dinheiro tradicional controlado pelo estado e pelos bancos centrais.

Um dos maiores benefícios de uma sociedade a utilizar criptomoeadas é aumentar a segurança de fornecedores e clientes. As transações sem dinheiro físico também oferecem maior eficiência.

Todo o processo de ponta a ponta de bens e serviços tornaria-se mais transparente sob um modelo de blockchain, pois oferece rastreabilidade completa ao rastrear o movimento de mercadorias, a sua origem e quantidade e eliminávamos intermediários (mais rápido e mais barato).

Exemplo prático como se aplicam as criptomoedas

Tenho a maior ideia de sempre para uma empresa nova. Um conceito que vai faturar milhões, mas preciso de investimento e não tenho capital próprios. Eu não tenho dinheiro, não tenho pais ricos, não tenho amigos bem posicionados, e o banco não me empresta dinheiro sem garantias.

Com a criptoeconomia tudo muda. Eu posso lançar a minha ideia online, à escala planetária e lançar o Pedro Coin. Este Pedro Coin é como se fosse uma ação da minha empresa nova e ainda teria a possibilidade do detentor do Pedro Coin como meio de pagamento dos serviços na minha empresa.

A capacidade de grupos e empresas de criar suas próprias moedas digitais e sistemas de financiamento por meio das criptomoedas (chama-se ICO – Initial Coin Offering) e da tecnologia blockchain libera o potencial de pagamentos sem dinheiro para se afastar de sistemas bancários centralizados e para que o valor seja devolvido às mãos dos consumidores.

Para termos uma síntese para leitura mais fácil, as vantagens básicas da tecnologia Blockchain são descentralização, imutabilidade, segurança e transparência.

  1. A tecnologia blockchain permite a verificação sem depender de terceiros.
  2. A estrutura de dados no blockchain é somente anexada. Portanto, os dados não podem ser alterados ou excluídos.
  3. Ele usa criptografia protegida para proteger os registros de dados. 
  4. Todas as transações e dados são anexados ao bloco após o processo de verificação máxima de confiança. Há um consenso de todos os participantes do sistema sobre o que deve ser registado.
  5. As transações são registradas em ordem cronológica. Assim, todos os blocos no blockchain são marcados com hora.
  6. As transações armazenadas nos blocos estão contidas em milhões de computadores que participam da cadeia. Por isso, é descentralizado. Não há possibilidade de que os dados perdidos não possam ser recuperados.
  7. As transações que ocorrem são transparentes. Os indivíduos que recebem autoridade podem visualizar a transação.
  8. A origem de qualquer razão pode ser rastreada ao longo da cadeia até seu ponto de origem.
  9. Como vários protocolos de consenso são necessários para validar a entrada, ela elimina o risco de entrada ou fraude duplicada.
  10. Com os contratos inteligentes, as empresas podem pré-definir condições no blockchain. As transações automáticas são acionadas somente quando as condições são atendidas.

Se o setor financeiro nacional tivesse utlizado Blockchain não haveria imparidades bancárias – não teríamos injetado 27 mil milhões de euros nos bancos.

Uma solução de blockchain para alguns serviços ao cidadão poderia permitir a verificação independente de reclamações nos serviços governamentais. Por exemplo, os governos da Suécia, Estônia e Geórgia estão experimentando registros de terra baseados em blockchain, permitindo que várias partes mantenham cópias do registro com segurança. 

Exemplo prático: Autoridade Tributária – primeiro pagas depois reclamas. Com criptomoedas isso não acontecia.

Existem milhares de benefícios, por isso não vale a pena falar em concreto, necessitamos de perceber o conceito.

Uma vez que as criptomoedas vieram para melhorar o mundo devemos perceber como funciona e contribuir com isso para um país melhor. Já vários países do mundo, inclusive na Europa, que começaram a adotar esta tecnologia nos serviços públicos.

Portugal teria diversos benefícios na atração de investimento estrangeiro se metade dos serviços funcionassem com criptomoedas.

Posso não ser o maior entendido das criptomoedas mas percebi logo que havia algo que nos pode fascinar: Um mundo bem melhor do que temos atualmente.

Temos em Portugal os maiores especialistas nestas matérias, por isso vamos busca-los!