Início Atualidade Gestão da TAP promete abranger mais trabalhadores nos prémios

Gestão da TAP promete abranger mais trabalhadores nos prémios

1292
0

A comissão executiva garante, em comunicado, que cumpriu os deveres estatutários de informação ao conselho de administração e face à polémica promete alargar o número de trabalhadores abrangidos pelo programa que garante prémios.

A comissão executiva da TAP promete reforçar o programa que permite a atribuição de prémios na transportadora, para “abranger mais trabalhadores”.

É isso que afirma num comunicado enviado às redações, onde se lê “tal como previsto, este programa irá ser reforçado de forma a abranger mais trabalhadores da TAP tendo como premissa o aumento da produtividade e partilha do valor criado entre a TAP e os seus trabalhadores”.

Nesse mesmo comunicado, a comissão executiva da transportadora, liderada por Antonoaldo Neves, ao mesmo tempo que diz entender que não deve comentar nem divulgar “publicamente debates, declarações de voto e deliberações tomadas no seio do seu conselho de administração”, garante ter respeitado “escrupulosamente todas as regras estatutárias e de governo societário, incluindo os seus deveres de informação ao conselho de administração”.

E diz reafirmar o que diz ser o “seu compromisso com os programas de mérito existentes na companhia, fundamentais para promover e dar continuidade a transformação da TAP e continuar assegurar o seu crescimento sustentável”. 

Foi em 2017 que a TAP diz ter implementado o novo programa de avaliação de desempenho – “com o objetivo de promover uma cultura de mérito e de avaliação de resultados na empresa” – que prevê a possibilidade de atribuição de uma remuneração variável em função do cumprimento de metas, em três componentes: resultados da empresa;resultados da área; e resultados individuais.

Face aos prejuízos de 2018, a comissão executiva diz não ter sido atribuída qualquer remuneração variável na componente de avaliação pelos resultados. “Foram apenas mantidas as componentes referentes aos resultados da área e aos resultados individuais, em função do contributo de cada trabalhador para as medidas de redução de custos e de aumento de receitas implementadas em 2018”, explica-se a comissão executiva, que assegura não ter recebido qualquer prémio ou outra remuneração variável pelo exercício de 2018.

Fonte: Jornal de Negócios

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here