Início Atualidade Portugal acelera 1,8% no primeiro trimestre, acima da média europeia

Portugal acelera 1,8% no primeiro trimestre, acima da média europeia

431
0

INE revela que PIB foi impulsionado por aumento do investimento. Dados do Eurostat mostram que crescimento foi superior à média europeia, mas há 13 países com resultado melhor, incluindo Espanha.

A economia portuguesa cresceu 0,5% entre janeiro e março, face ao trimestre anterior, e 1,8% face ao mesmo período do ano passado. Os dados foram divulgados pelo Instituto Nacional de Estatísticas na estimativa rápida do PIB.

“O contributo da procura interna para a variação homóloga do PIB aumentou, refletindo uma aceleração significativa do Investimento”, refere o INE. Já o contributo da procura externa líquida (diferença entre exportações e importações) “foi mais negativo do que o observado no trimestre anterior”.

Na comparação com o mesmo período de 2018, há uma melhoria ligeira face ao valor obtido entre setembro e dezembro (crescimento de 1,7% face ao período homólogo), mas ainda não chega aos registos do verão de 2018, em que o PIB acelerou 2,1%.

A estimativa rápida desta quarta-feira ainda terá de ser confirmada a 31 de maio, altura em que o instituto de estatísticas dará mais pormenores sobre os motores e os travões do crescimento no primeiro trimestre.

O INE reviu ainda em uma décima o crescimento do PIB do primeiro trimestre de 2018, de 2,2% para 2,3%, mas sem alterar o resultado do conjunto do ano.

Portugal cresce acima da média europeia

Os 19 países da zona Euro cresceram em média 1,2% no primeiro trimestre, face ao mesmo período do ano passado, de acordo com os dados do Eurostat revelados esta quarta-feira. No conjunto da União Europeia (UE28), os valores são um pouco melhores (1,5%), mas abaixo do crescimento registado pela economia portuguesa.

Alemanha (0,7%), França (1,1%) e Itália (0,1%) têm subidas tímidas, o Reino Unido tem o mesmo crescimento de Portugal (1,8%) e Espanha cresce bem mais (2,4%). Os melhores resultados são obtidos pela Hungria (5,2%) e pela Roménia (5,1%). Ainda não são conhecidos os dados de oito países, incluindo Grécia e Irlanda.

Na comparação face ao trimestre imediatamente anterior, a zona Euro cresceu 0,4% e a União Europeia 0,5%, o mesmo valor registado em Portugal.

Artigo atualizado às 10:35 com dados do Eurostat

(em atualização)

Fonte: Observador